lotus root tea
April 16, 2014

A lótus é uma planta aquática conhecida pela beleza das suas flores que se encontram à superfície muitas vezes referidas como símbolo de pureza e capacidade de renascimento espiritual alusivo ao facto das suas raízes se encontram em terreno lodoso. Essa referência é particularmente interessante se tivermos em conta que essa mesma raiz que se encontra em terreno considerado impuro ter a capacidade de purificar as vias respiratórias. Se repararmos na própria anatomia da raiz ela é composta por orifícios que por sua vez são responsáveis pelo transporte de oxigénio funcionando assim como uma espécie de pulmão possibilitando a sobrevivência da lótus neste tipo de terreno. Interessante, não?

Lotus is an aquatic plant known for the beauty of its flowers shown on the surface often referred to as a symbol of purity and ability of spiritual rebirth alluding to the fact that its roots lie in muddy ground. This reference is particularly interesting if we consider that this same root found in a type of ground we consider as impure has the ability to clear the respiratory system. If you look at the anatomy of the root it consists of holes. This holes are responsible for carrying oxygen functioning as a kind of lung to the lotus enabling its survival in this type of ground. Interesting, isn´t it?


 A raiz de lótus pode ser utilizada na culinária de variadas formas seja em sopa, nishimé ou tempura mas é sob a forma de chá que é mais utilizada no auxilio de problemas respiratórios. Este chá devido à sua capacidade de auxiliar a libertação de mucosidades das vias respiratórias é aconselhado em casos de sinusite, congestão nasal e asma.

Lotus root can be used in cooking in various ways, either in soup, tempura or nishime but is in the form of tea that is more used in the aid of respiratory problems. This tea due to its ability to aid the release of mucus in the respiratory passages is advised in cases of sinusitis, nasal congestion, and asthma.


Uma das principais causas da produção de mucosidades é o consumo de lacticínios bem como alimentos e bebidas frias. O consumo repetido deste tipo de alimentos causa um estado de frio interno dificultando a capacidade do organismo em eliminar os excessos levando a um estado de estagnação por esta razão é aconselhável eliminar estes alimentos da dieta.

The major cause of mucus production is the consumption of dairy products as well as cold foods and beverages. Repeated consumption of such foods cause a state of internal cold hindering the body's ability to eliminate the excesses leading to a state of stagnation for this reason it is advisable to eliminate these foods from your diet.



Nem sempre é fácil encontrar raiz de lótus fresca mas conseguem encontrá-la desidratada tal como esta na imagem em lojas de produtos biológicos. Para fazerem o chá basta que a hidratem primeiro durante uns 10 minutos e estão prontos para começar.

It isn't always easy to find fresh lotus root but you can find it dehydrated as in this image at organic food stores. To prepare the tea just hydrate the root for about 10 minutes and you are ready to start.


Chá de raiz de lótus
Corte a raiz de lótus em pedaços pequenos e leve ao lume com a água onde demolhou até começar a ferver. Reduza a chama e junte uma pitada de sal ou shoyu. Deixe cozinhar por 15 minutos e retire do lume. Coa e beba quente. Pode juntar um pouco de sumo de gengibre antes de beber se a sua condição o permitir.

Lotus root tea 
Cut the lotus root into  small pieces and let bring it to boil with the soaking water. When boliling reduce the heat add a pinch of salt or soy sauceand simmer for 15 minutes. Strain and drink hot. You can add a little ginger juice before drinking if your condition allows it.
Vegetable Pasta with Peanuts and Miso Dressing 

March 27, 2014


Por vezes a vida tem esta capacidade de nos testar ao máximo dando-nos exactamente tudo o que gostaríamos mas em contra partida privando-nos de tempo para tudo o que é supostamente secundário e outrora designámos de "tempo livre" aquelas (mesmo que poucas) horas em que poderíamos fazer tudo aquilo que nos dava prazer como cozinhar uma refeição com toda a calma e atenção do mundo. De momento isso parece-me uma realidade tão longínqua que todas as refeições acabam por ser planeadas em todo o lado menos na cozinha. Nos momentos entre reuniões, consultas e um trabalho que me ocupa 8h por dia fora de casa as refeições acabam por ser pensadas de forma estratégica tentando sempre ter em mente o que possa ter no frigorífico para "desenrascar" num momento em que não há tempo para grandes produções culinárias. Esta foi uma dessas refeições; uma almoço que tardava em ganhar vida e que acabou por ser uma junção de ingrediente bem simples e fáceis de cozinhar mas, como uma refeição rápida não tem de ser sinónimo de descuidada e sem atenção ao pormenor um simples molho pode fazer toda a diferença. Eis o molho por que sempre esperaram, o molho de amendoim e miso! Acompanhada de um estufado de grão-de-bico e vegetais escaldados a refeição ficou deliciosamente completa.  

Massa com vegetais e molho de amendoim e miso

 Esparguete ou outra massa a gosto
2 Dentes de alho
1 Pimento vermelho
1 courgete
2 cenouras
Brócolos 
Azeite
Pimenta
Sal marinho
Cebolinho
 Coza a massa em água a ferver, quando cozinhada escorra e reserve. 
Leve uma frigideira ao lume com um fio de azeite e quando quente junte o alho, mexa e adicione a cenoura e o pimento cortado em cubos. Cozinhe por dois minutos e junte a courgete igualmente cortada em cubos, tempere com sal marinho, pimenta e misture. Deixe cozinhar por mais dois minutos e junte a massa e os brócolos previamente escaldados. 
Retire do lume e sirva com o molho de amendoim e miso.

Molho de amendoim e miso

1 colher de chá de pasta de amendoim
1 colher de chá de miso
1 colher de chá de mel
1 colher de chá de óleo de grainha de uva
água
Num suribashi misture todos os ingredientes adicionando um pouco de água até obter uma consistência cremosa. Ajuste as quantidades a seu gosto e desfrute.



Sometimes life has this ability to test us to our limit giving us exactly what we want but at te same time depriving us of time (even if only a few hours)  for all those things supposedly secondary we once called "free time ", those hours when we could do everything that gave us pleasure like calmly cooking a meal with all the attention of the world. At this moment that feels like such a distant reality that all meals end up being planned everywhere but in the kitchen. In the moments between meetings, counseling and a job that takes me 8h a day away from home meals end up being thought strategically trying to always keep in mind what I have in the fridge to "get by" in those days when there is no time for great culinary productions. This was one of those meals a quick lunch simple and easy to cook with very simple ingredients but, just because it is a quick meal it does not mean it has to be careless and with no attention to detail, in times like this a simple dressing can make all the difference. Here is the dressing you have all been waiting for, the peanut and miso dressing! Along with a left over chickpeas stew and some blanched greens we ended up with a deliciously simple and quick meal.

Vegetable pasta with peanut and miso dressing

Spaguetti or other pasta of your choice
2 Gloves garlic
1 Red pepper
1 Courgette
2 Carrots
Broccoli
1 tea spoon olive oil
Pepper
Sea salt
Chive
Cook pasta in boiling water. When cooked drain and set aside. Take a frying pan to medium heat with olive oil and when hot add garlic, stir and add the carrots and peppers diced. Simer for two minutes and add the diced courgette. Season with sea salt, pepper and mix. Cook for two more minutes and add the pasta and previously blanched broccoli. 
Remove from heat and serve with peanut and miso dressing.

Peanuts and miso dressing

1 tea spoon organic peanut butter
1 tea spoon miso
1 tea spoon honey
1 tea spoon grape seed oil
Water
In a suribashi mix all the ingredients. Add water until you get a creamy consistence.
 Adjust the quantities to your personal taste and enjoy.


Yin and Yang in Diet 
and a Cooking Class @IMP 

March 21, 2014



Estas semanas têm sido tão preenchidas com trabalho que não me tem restado muito tempo para o blog mas muito está para vir e muitas receitas para partilhar, entretanto deixo-vos algumas imagens do meu fim-de-semana com a Laura Diniz durante uma aula de cozinha no IMP sobre o tema Yin e Yang na alimentação. 

These weeks have been so filled with work that hasn't left me much time to blog but there is a lot to come as well as some recipes I look forward to share. In the meanwhile I leave you some pictures of my weekend with Laura Diniz during a cooking class at IMP under the theme Yin and Young in diet.

In and Young x Constança Pereira Coutinho


February 27, 2014




Por esta altura já todos devem saber da minha paixão pelo surf. Ter a oportunidade de unir as 
minhas duas paixões, o surf e as consultas de orientação alimentar é o culminar de um projecto há muito desejado e que teve agora a possibilidade de ganhar vida ao tornar-me consultora de atletas como a Constança Pereira Coutinho. Juntamente com Rodrigo Sousa, o seu treinador e João Moisés o seu preparador físico, farei um trabalho que espero ser transformador e motivador para que estes atletas consigam alcançar todo o seu potencial tanto a nível pessoal como competitivo.
A alimentação é um factor essencial e muitas vezes descurado por parte dos atletas. Do meu ponto de vista a importância da alimentação é fundamental tanto a nível nutricional como energético. O meu objectivo é não só ensiná-los a fazer escolhas saudáveis mas também transmitir-lhes a ideia de que cada alimento tem uma propriedade energética especifica. Terem este conhecimento e saberem identificar essa qualidade em cada alimento é um aspecto importante e essencial para que possam de forma consciente escolher os alimentos mais adequados às suas necessidades e objectivos usando-os a seu favor. Uma alimentação saudável e consciente tem um poder transformador, o meu objectivo é que estes atletas possam experiênciar essa transformação e traduzi-la em resultados a nível competitivo. Esse é meu propósito, motivar e inspirar cada atleta a adoptar hábitos alimentares saudáveis para que com a minha orientação bem como de toda equipa consiga ser um atleta completo, focado nos seus objectivos para que juntos consigamos transformar esta época competitiva na melhor até hoje.


By now everyone should already know about my passion for surfing. To be able to have the opportunity to join my two passions, surfing and counseling is the culmination of a long desired project that now has the chance to come to life by being counselour of athletes as Constança Pereira Coutinho. Together with Rodrigo Sousa, her coach and João Moises, her physical trainer, I will be making a work that will hopefully be transformative and motivating so that these athletes can achieve their full potential both on a personal and competitive level. Diet is an essential factor and often overlooked by athletes. From my point of view the importance of diet is vital both on a nutritional and energetic level. My aim is not only to teach them how to make healthy choices but also that each food has a specific energy property. Having this knowledge and being able to identify it is an important and essential aspect so that they can consciously choose the most appropriate foods to suit their needs and goals using them to their advantage. A healthy, conscious way of eating has a transforming power, my goal is to guide these athletes so they can experience this transformation and translate it into results at a competitive level. This is my purpose, motivate and inspire each athlete to adopt healthy eating habits so that with my guidance as well as the all team they can became complete athletes, focused on their goals so that together we can transform this competitive year their best so far.



Creamy Millet with medjol dates


February 12, 2014


Quando falamos em partilhar uma refeição no dia dos namorados a primeira coisa que nos vem à cabeça e aquela de que todos falam é sempre o jantar. Planeia-se toda a refeição ao mais ínfimo pormenor de forma a reforçar o romantismo que a data exige mas, e quanto ao pequeno-almoço? Na tentativa de sair do “cliché” de que a refeição mais simbólica tenha de ser a última do dia decidi tornar a primeira refeição do dia de São Valentim a mais deliciosa de sempre. Para tornar o meu pequeno-almoço inesquecível sabia que tinha que preencher 3 requisitos; teria de ser cremoso, doce e com toques de tom vermelho, a cor do dia. Resultado? Um delicioso millet cremoso com tâmaras, sultanas e bagas goji.

When we talk about sharing a meal on Valentine's Day the first thing that comes to our mind and that everyone talks about is always dinner. The entire meal is planned to the smallest detail in order to enhance the romanticism that the date requires, but what about breakfast? In an attempt to break the "cliche" that the most symbolic meal has to be the last of the day I decided to make the first meal of St. Valentine day the most delicious ever. To achive an unforgettable breakfast I knew I had to fulfill three requirements; it would have to be creamy, sweet, and had to have touches of red, the color of the day. Result? A delicious creamy millet with medjol dates, raisins and goji berries.




Millet cremoso com tâmaras


1 chávena de millet
4 chávenas de água
3 tâmaras sem caroço
1 pau de canela
Pitada de baunilha
Raspa de limão
Num tacho deite o millet, a água, o pau de canela, as tâmaras, a baunilha e a raspa de limão e leve ao lume em chama alta até que ferva. Baixe a chama e deixe cozinhar em lume brando por 20 a 30 minutos adicionando mais água se necessário. Quando o millet estiver bem cozinhado retire do lume. Remova o pau de canela e triture até obter uma consistência cremosa.  Sirva com sultanas, bagas goji e sementes de chia.

Creamy Millet with medjol dates

1 cup of millet
4 cups water
3 medjol dates, pitted
1 cinnamon stick
Hint of vanilla
Lemon zest

In a pan pour the millet, water, cinnamon stick, medjol dates, vanilla and lemon zest and bring to boil. When boiling reduce the heat and let simmer for 20 to 30 minutes adding more water if necessary. When the millet is well cooked remove from the heat. Take the cinnamon stick out and blend until you get a creamy consistency. Serve with raisins, goji berries and chia seeds.
Weekend Affairs

February 7. 2014




 É finalmente sexta-feira, aquele dia mágico que nos põe a sonhar com o fim-de-semana e com todas as coisas que queremos fazer nestes dias que são só nossos. Esta foi uma semana cheia de projectos e para estes dias em que o trabalho fica para trás tenho já algumas ideias de como os quero passar para que segunda-feira esteja de volta de energia renovada. Esta semana partilho 4 ideias que fazem parte dos meus planos para este fim-de-semana. 
  1. Fazer  este exfoliante de rosas
  2. Este pequeno-almoço domingo de manhã 
  3. Ver o filme Dallas Buyers Club
  4. Ver o pôr-do-sol no terraço do House of Wonders
Friday is finally here, that magical day that makes us dream about the weekend and all the things we want to do these days that are ours alone. This was a week full of projects and for these days when work gets left behind I have already some ideas on how I want to spend them so that by Monday I'll be back with renewed energy. This week I'm sharing 4 things that I'm planing to do this weekend.
  1. Making this rose body scrub
  2. This breakfast on sunday morning
  3. Watch the Dallas Buyers Club
  4. See the sunset at the rooftop of House of Wonders

Buckwheat soup after a day at the equestrian center

February 05, 2014



Há algo num centro equestre que me o faz associar quase que automaticamente às estações mais frias do ano, talvez sejam as cores ou as texturas secas ou até mesmo o frio dos metais que aqui encontro que me levam inconscientemente a fazer esta ligação. E foi numa manhã de inverno que aqui estive entre amigos e família a ver a minha sobrinha no seu primeiro concurso de saltos. Após umas horas de puro deleite e já de alma cheia era tempo de alimentar agora o corpo e uma refeição quente, reconfortante e rustica era tudo o que pedia. Uma sopa de trigo-sarraceno encaixava-se na perfeição neste cenário e assim foi!

There is something about an equestrian center that makes me automatically associate it to the colder seasons of the year, perhaps are the colors or the dry textures or even the cold metals that are found here that unconsciously lead me to this. It was a winter morning when I camed here with friends and family to see my niece on her first horse jumping competition. After a few hours of pure delight that warmed my heart it was now time to warm my body, and a  comforting and rustic meal was all I was asking for. A Buckwheat soup fit in perfectly in this scenario and so it was!




O trigo-sarraceno é perfeito para os meses frios de inverno, aquece e dá energia e é bastante agradável consumido em sopa. É ótimo para ajudar a eliminar gordura e a baixar os níveis de colestrol sendo também uma boa fonte de magnésio.


Buckwheat is perfect for the cold winter months, it warms and energises and is quite nice eaten in soup. It's great to help eliminate fat and lower cholesterol levels and is also a good source of magnesium.


Sopa de Trigo Sarraceno

1/2 chávena de trigo sarraceno
3 chávenas de água
1Nabo
2Cenouras
1Cebola
1 tira de alga kombu 
1 ramo de hortelã 
azeite


Lave e escorra o trigo sarraceno. Leve ao lume numa frigideira sem óleo para que toste e fique sequinho e solto. Numa taça demolhe a alga kombu. Leve ao lume uma panela com a água, o nabo, a cebola e a cenoura cortados em pedaços médios e deixe levantar fervura. Quando começar a ferver baixe a chama para chama média e junte o trigo sarraceno e a alga cortada em pedaços. Tape e deixe cozinhar por 15 minutos. Junte um pouco de sal se necessário e um fio de azeite e cozinhe por mais 5 minutos. Sirva quente com folhas de hortelã.

Buckwheat Soup

1/2 cup of buckwheat
3 cups water
1 Turnip
2 Carrots
1 onion
1 strip of kombu seaweed
1 bunch of mint
olive oil


Wash and drain the buckwheat. Heat a skillet with no oil and toast the buckwheat until dry and loose. Soak the kombu seaweed in a bowl. In a pan add the water, radish, onion and carrots cut into bite-sized chunks and bring to boil. When boiling lower the flame to medium heat and add the buckwheat and seaweed cut into pieces. Cover and simmer for 15 minutes. Add a little salt if necessary and a little olive oil and cook for 5 more minutes. Serve hot with mint leaves.
Sweet Valentine’s


February 3, 2014




Chamam-lhe o dia do amor mas, mais do que celebrarmos o amor que partilhamos com a nossa cara metade,  devemos  celebrar a maior relação que teremos ao longo da vida, a relação de amor com nós mesmos. E nada me soa melhor do que começar a celebrar mimando-me com alguns dos meus objectos de desejo neste dia de São Valentim. E voçes? O que consta na vossa lista de desejos ?

They call it the day of love but rather than just celebrate the love we share with the one we love, we should also celebrate the greatest relationship that we have throughout life, the love relationship with ourselves. And to me nothing sounds better than start the celebration by pampering myself with some of my objects of desire on this Valentine's Day. What about you? What’s on your wish list?

2.   My favourite flowers, Peonies
  







The most beautiful organic garden at Quinta do Pisão


January 30, 2014


   
Já imaginaram o que seria acordar num domingo de manhã e ir directo à horta colher vegetais frescos totalmente biológicos, sem químicos ou pesticidas? Pois não precisam de imaginar mais, a horta dos nossos sonhos já tem morada e fica na Quinta do Pisão em Cascais (não vos disse que Cascais era o melhor sitio do mundo para se viver?).

Can you imagine what it would be to wake up on a Sunday morning and go straight to the garden harvesting fresh vegetables totally organic, with no chemicals or pesticides? Well you don't need to imagine anymore, the garden of our dreams already has and address at Quinta do Pisão in Cascais (didn't I say that Cascais was the best place in the world to live?).




Esta Quinta de 360 hectares está inserida no Parque Natural de Sintra-Cascais, um local de uma beleza inigualável. Desde Dezembro que esta Quinta tem aberto as suas portas aos visitantes que queiram comprar os produtos cultivados na horta, que são 100% biológicos, certificados e sempre da época, e a melhor parte é que podemos escolher os produtos que queremos ainda na terra, sim, incrível não? Mais fresco é impossível. Vir até à Quinta do Pisão é muito mais do que vir comprar produtos frescos é uma verdadeira experiência de vida rural mesmo às portas da capital. A Quinta é uma caixinha de surpresas, à medida que vamos caminhando somos deparados com grutas, poços, e património arquitectónico tal como a capela datada da Idade Média entre muito mais que há por explorar. As crianças também podem fazer passeios de burro ou ver as ovelhas, e se procuram lenha também a podem comprar já ensacada proveniente dos trabalhos de limpeza florestal que aqui se fazem. Para os mais gulosos também há belos frascos de compotas, mel e marmelada. 



This farm of 360 acres is included in the Natural Park of Sintra - Cascais, a place of unparalleled beauty. Since December the farm has opened its doors to visitors who want to buy produce grown in the garden which is 100% organic and certified but the best part is that we can choose the products we want directly from the land, isn't that amazing? Coming to Quinta do Pisão is much more than just to buy fresh produce, is a true experience of rural life just outside the capital. The farm is full of surprises as we are faced with walking caves, wells and architectural heritage as a chapel dating from the Middle Age and much more. Children can also have a donkey ride or watch the sheeps and if you  seek for firewood you can buy it already bagged from the forest cleanup jobs that are done here. For the sweet tooth there are also beautiful jars of jam, honey and marmalade.



Todos os 2ºs e 4ºs domingos do mês das 9:00 às 13:00 é dia de colheita na Quinta do Pisão, vemo-nos lá? 

Every 2nd and 4th Sunday of the month from 9:00 to 13:00 is harvest day at Quinta do Pisão, see you guys there?
It’s the falafel balls!!

January 24, 2014


Olá gente bonita!! Bem vindos ao novo In and Young, afinal como se costuma dizer, "ano novo vida nova", neste caso é mais ano novo imagem nova! Tenho tantos planos para este novo ano que estou desejosa de os ir partilhando convosco. Quando comecei este blog não tinha uma ideia bem definida daquilo que se poderia tornar, no fundo sempre o vi como uma espécie de diário das minhas experiências no mundo da macrobiótica e em particular no mundo culinário mas este ano quero muito mais, quero mostrar muito além do que se passa na minha cozinha, quero dar-vos um pouco mais de mim, do que me inspira, o que me move, quero crescer e quero que cresçam comigo, quero sair da minha zona de conforto e ver até onde a vida me leva, quero que seja um ano brilhante e de transformação pois há tanto que ainda podemos transformar.



Hello beautiful people! Welcome to the new In and Young, as they say, "new year, new life" in this case is more new year new image! I have so many plans for this this year that I look forward to share them with you. When I first started this blog I didn't have a structured idea of what it could became, in fact I saw it as a kind of personal diary of my experiences in macrobiotics and particularly in the culinary world but this year I want it to became much more than that. I want to show beyond what happens in my kitchen, I want to share more of me, what inspires me, what moves me, I want to grow and I want you to grow along with me, I want to get out of my confort zone and see where life takes me. I want this to be a brilliant year of transformation as there is so much we can transform.





E já que estamos no espírito de transformação que tal começarmos por dar uma nova visa a algo tão simples como o grão-de-bico? Perfeito para estes dias frios de Inverno esta leguminosa pode ser transformada em pequenas bolas de sabor intenso e complexo mas de confecção bem simples.

O grão-de-bico é uma fonte de proteína construtora para todos os tecidos do organismo. No tubo digestivo, é degradado pela acção enzimática em dois tipos de substâncias: os aminoácidos, responsáveis pela construção e as purinas, pela multiplicação celular. Estas substâncias são absorvidas e no Fígado, são novamente ressintetizadas formando proteínas próprias do ser humano.
A nível energético o grão-de-bico tonifica o baço e o estômago, orgãos associados à energia solo na teoria das 5 transformações. O grão de bico é a leguminosa de eleição da energia solo por isso se querem nutrir o vosso estômago e baço tanto a nível fisico como energético esta é uma leguminosa a incluir na vossa dieta. Quanto a estas bolinhas como são fritas devem comer com moderação.

Prontos para começar?  



And in the spirit of transformation why not start by giving a new shape to something as simple as chickpeas? Perfect for this Winter days this grain can be transformed into little balls of intense and complex flavour but easy confection. 

Chickpeas are a source of protein important for the construction of all body tissues. In the digestive tract, are broken down by enzymatic action into two types of substances: amino acids responsible for building and purines for cell multiplication. These substances are absorbed and  in the liver, are again resynthesized into specific proteins of human beings.
At an energy level, chickpeas tonify spleen and stomach, organs associated with soil energy in the theory of the 5transformations. Chickpeas are the grain of choice of soil energy so if you want to nourish your stomach and spleen both on a physical and energy level this is a grain to include in your diet. As these balls are fried they should be eaten in moderation.


Ready to start?



































Bolinhas de Falafel

800g de grão-de-bico cozido
2 Colheres de sopa de cominhos em pó
1 Colher de sobremesa de caril
½ Colher de sobremesa de pimenta
3 Dentes de alho
1 Cebola
Sal
Farinha
Coentros
Salsa
1 ½ de sopa de farinha
(estas medidas são para uma quantidade bastante grande)

Corte a cebola e os dentes de alho até ficarem bem picadinhos. Reserve. Corte a salsa e os coentros igualmente bem picados e reserve. Numa liquidificadora triture o grão-de-bico até obter uma pasta. Deite numa taça e junte todos os ingredientes. Misture bem até que todos os ingredientes fiquem bem envolvidos. Molde pequenas bolas e frite em óleo bem quente.


Falafel balls

800g  cooked chickpeas
2 tablespoons of cumin powder
1 teaspoon of curry
½ teaspoon of pepper
3 Cloves of garlic
1 onion
salt
flour
coriander
parsley
1 ½ tablespoons of flour
(these measures are for a fairly large amount)


Cut the onion and the garlic cloves until well chopped. Set aside. Cut parsley and coriander also finely chopped and set aside. In a blender grind the chickpeas until you get a thick paste. Pour into a bowl and add all ingredients. Mix well until all ingredients are well involved. Form small balls and fry in hot oil.